quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

[Resenha 41] Feita de Fumaça e Osso - Laini Taylor (Feita de Fumaça e Osso #01)

*** Livro com capa linda, mas fez 3 aniversários na minha estante ***

(Desafio Literário - Eu Leio! - Item 6: Livro parado na sua estante)


Feita de Fumaça e Osso.
Editora Intrínseca. 
380 páginas. 

Trilogia Feita de Fumaça e Osso:
1. Feita de Fumaça e Osso
2. Dias de sangue e estrelas
(2.5. Noite de Bolo e Marionetes)
3. Sonhos com Deuses e Monstros

Sinopse:
Pelos quatro cantos da Terra, marcas de mãos negras aparecem nas portas das casas, gravadas a fogo por seres alados que surgem de uma fenda no céu. Em uma loja sombria e empoeirada, o estoque de dentes de um demônio está perigosamente baixo. E, nas tumultuadas ruas de Praga, uma jovem estudante de arte está prestes a se envolver em uma guerra de outro mundo. O nome dela é Karou. Seus cadernos de desenho são repletos de monstros que podem ou não ser reais; ela desaparece e ressurge do nada, despachada em enigmáticas missões; fala diversas línguas, nem todas humanas, e seu cabelo azul nasce exatamente dessa cor. Quem ela é de verdade? A pergunta a persegue, e o caminho até a resposta começa no olhar abrasador de um completo estranho. Um romance moderno e arrebatador, em que batalhas épicas e um amor proibido unem-se na esperança de um mundo refeito.

Opinião:
Comprei esse livro meio que de impulso, em novembro de 2012 (veja só...), na Feira do Livro de Porto Alegre. 

Tirei esse livro da estante por indicação de vários Booktubers (pessoas que falam de livros no You Tube), mas principalmente depois de uma conversa com a Georgia do Estantes Falantes, no Twitter. Ela também é da minha cidade, e apesar de não nos conhecermos, volta e meia, trocávamos alguns comentários no Twitter. 

Opinião resumida deste livro? Demorei demais para lê-lo.

É, isso. Demorei 3 anos para ler ele, e já não estou mais no clima de ler sobre anjos. Adoro fantasias e esta tem algumas coisinhas especiais, que fazem dela não somente um livro sobre anjos. As quimeras e as pitadas de cultura hebraica fizeram totalmente a diferença! É um livro diferente sobre anjos, na verdade serafins, que são inimigos mortais das quimeras que são seres que tem partes de animais diferentes e parte de um corpo humano. 

Apesar de muitos parecer monstruosos e bizarros, a maioria não é má. Ou foi o que me pareceu. Sabe aquela história de guerra entre povos que dura anos e ninguém sabe bem como começou, mas é alimentada há anos por vinganças e ódio já meio infundado? É por aí o negócio entre eles. 

Além das quimeras x serafins, outro detalhe que diferencia esta trilogia de outras sobre anjos, é a localização principal da trama, que se dá na cidade de Praga e em lugares do Marrocos. Senti curiosidade se ler mais sobre os locais, mas as descrições foram curtas. 

A protagonista se chama Karou. Passei o livro todo lendo como "Karú", mas sei que tem gente que leu como se fosse "Carol". Bem, ela tem o cabelo azul e é uma ótima desenhista. No começo da história tem uma vida bem tranquila, com dramas com o ex-namorado, mas logo ficamos sabendo que ela foi criada por quimeras e que faz alguns trabalhos para o quimera que faz as vezes de seu pai, Brimstone. Ela vai em busca, através de portais, por vários lugares do mundo, de dentes.

Sim. Dentes de todos os tipos e criaturas.
E o motivo disso é bem legal. 

A mitologia criada pela autora é bem elaborada, bem interessante e intrincada. Gostei muito da leitura, mas poderia ter até favoritado se tivesse lido há 3 anos. 

O final me decepcionou um pouco. Chega numa parte que Karou é confrontada com um segredo, que o mocinho serafim Akiva, por quem é apaixonada, lhe conta. Devido a minha experiência com fantasias, pensei em 3 hipóteses do que era o tal segredo. O rumo que a autora tomou foi o de uma dessas opções que eu tinha imaginado: a mais sem graça e esperada de todas elas. Era quase óbvio que seria isso, mas podia ter sido tantas outras coisas mais empolgantes!

Depois disso, a história é meio que contada em retrospectiva e eu adorei, mas o fim do livro, que é chocante, não terminou num gancho tão grande a ponto de me fazer querer ler o próximo livro. 



A sinopse me contou o rumo que Karou tomará em "Dias de sangue e estrelas", que tem a capa em tons de vermelho e prata e consegue ser mais bonita ainda que a desse volume, mas mesmo assim... Não me atraiu suficiente para continuar a série.



Bora ler outros livros parados da estante!
Dei 3 estrelas. Gostei do livro enquanto estava lendo-o, mas ao final, a história não me cativou tanto.


Recomendaria?? Recomendo, mas não com muito afinco. É um livro legal, mas com certeza não o melhor que já li. Para os fãs da temática "anjos" é bem interessante, com algo mais.

Releria?? Não releria, apesar de ter tido boas passagens nesta leitura. E também não pretendo ler as continuações da história, apesar de ter alguma curiosidade com o que acontece.