sábado, 16 de abril de 2016

Top 5 séries de Romance/HOT que não pretendo continuar

*** Praticando o Desapego ***

Conheço muita gente que não consegue largar um livro pela metade, mesmo não tendo gostado, e também tem gente que não consegue largar uma trilogia ou série sem terminá-la, mesmo não tendo gostado.

Como pode isso, gente?? E não são poucas pessoas!

Claro que ler um livro é um compromisso, e coisa e tal, mas MEL DELS! Ninguém vai mandar te prender ou te multar por abandonar um livro ou uma série que você não gostou! 

Se isso não bastasse, existem TAAAANTAS outras histórias boas por aí, porque se fixar numa que não está te agradando? 

Abandonar séries pra mim não é problema, mas deixar livros pela metade eu ainda fico balançada, mesmo fazendo isso algumas vezes. Abandonei e não pretendo continuar MESMO algumas  séries durante a vida já. 

Abaixo algumas séries de Romances que larguei faz tempo e não prentendo concluir:

1. Trilogia Slammed - Colleen Hoover



Lidos: 1) Métrica 2) Pausa 

Não lerei: 3) Esta Garota

Já falei várias vezes desses livros aqui no blog e avisei muitas amigas sobre estes livros. Eu li e gostei de "Métrica" e de "Pausa". O que não gostei foi de "Esta Garota". Eu cheguei a começar a lê-lo, mas quando percebi o que era, desisti de terminar o livro.  

No livro "Esta Garota", nada de novo aconteceu até a parte que li, uns 35% do livro. O que parecia estar havendo era um interrogatório da mocinha Layken sobre Will, algo como: "Ok. Me conte TUDO que você estava fazendo enquanto não estava comigo nos outros dois livros e RECONTE tudo que vivemos, mas sobre seu ponto de vista, amorziiiinho". É. Para mim isso não agradou. Achei que podia ter terminado no segundo livro e foi isso que eu decidi fazer.

Confira minha RESENHA DE MÉTRICA.

2. Trilogia O Inferno de Gabriel - Sylvain Reynard



Lido: 1) O inferno de Gabriel

Não lerei: 2) O Julgamento de Gabriel 3) A Redenção de Gabriel

Gostei da leitura de "O Inferno de Gabriel". A parte histórica-artística da obra foi legal, os dilemas vividos pelos personagens principais foi pertinente e bem resolvido ao meu ver, mas a enrolação... Oh, a Enrolação! 

Quem costuma ler meu blog já sabe, mas se você ainda não costuma, fique sabendo: gosto de livros com cenas de bom gosto de sexo (não livros em que sexo seja o livro todo). Vai dizer que essa capa do primeiro volume dessa trilogia não parece uma coisa QUENTE, SENSUAL? Um casal nu... Agarrando-se... No meio de flamas... 

Pois é. Apesar de eu ter gostado da narrativa, lá pela pagina 400 das 510 comecei a ficar sexualmente frustrada por eles. A única quase cena de sexo mesmo acontece lá pela página 502! 

Não bastasse isso para BROXAR uma leitora como eu, li a sinopse do próximo livro e broxei mais ainda. Apesar de ter gostado da protagonista Julianne, não quis saber se a coitada da moça teria mais "ação" nos próximos dois livros. Achei suficiente a história do primeiro, não ficaram pendências para mim.

Posso também afirmar que não tenho interesse algum em sua nova série "Noites em Florença", cuja fórmula parece muito com esta.

Confere minha RESENHA DE O INFERNO DE GABRIEL.

3. Série Crossfire - Sylvia Day




Lidos: 1) Toda Sua, 2) Profundamente Sua
Não Lerei: 3) Para Sempre Sua, 4) Somente Sua 5) Todo Seu


Se você quiser, pode chamar de birra. Em boa parte é: o primeiro dos dois motivos pelos quais não continuei a ler a ex-trilogia Crossfire foi o fato de a autora ter decido transformar a história em série! Meu primeiro e segundo livro diziam "Trilogia Crossfire" na capa! O terceiro que seria a conclusão, dizia "Série Crossfire"

Gostei do livro "Toda sua" e gostei mais ainda do começo de "Profundamente Sua". A cena de Gideon e Eva na biblioteca pra mim ficou marcada como uma das que mais gostei em livros do tipo. Mas aí entra o segundo motivo para eu largar a série: o final do livro dois foi TOTALMENTE IRREAL.

Essa série foi a primeira que vi aparecer após o lançamento e sucesso da trilogia "50 tons de cinza" e é muito similar a ela. Gideon Cross (protagonista da série Crossfire) e Christian Grey compartilham várias características, entre elas o fato de seus relacionamentos serem doentios em certos níveis e de usarem seu dinheiro e posição social para se livrarem de qualquer coisa. A boa diferença entre eles é que Gideon não tem um "Quarto Vermelho da Dor". 

Levando em conta que não gosto de histórias tão completamente irreais e sem noção quanto as desses dois mocinhos gostosos fisicamente, mas fodidos psicologicamente, abandonei o terceiro volume no comecinho.


4. Trilogia Bad Boys - M. Leighton



Lido: 1) Louca por você
Não Lerei: 2) Só depende de mim 3) Tudo por nós


Li o livro "Louca por você". Gostei dele. Não consigo pensar em nenhum motivo elaborado para ter abandonado o segundo livro pela metade. Haviam alguns ganchos do primeiro livro em aberto quando terminei. O primeiro livro tem umas viradas bem legais e deu vontade de continuar a série, então comecei a ler "Só depende de mim", mas a história que vinha num ritmo legal estagnou, uma intriga ficou meio confusa a mocinha começou a duvidar de si mesma novamente e eu desanimei. Mesmo uma espiada no que acontecia (e descobri uma coisa importantissima sobre a trama que com certeza daria um gás renovado para a trama) não me animou novamente. 

Acho que simplesmente desapaixonei. A escrita da autora e os personagens não me cativaram. Posso inclusive dizer, que assim como as outras séries de Sylvain reynard, não tenho interesse nenhum na nova série de M. Leighton, "Pretty Lies", que parece ter o mesmo exato estilo desta.

5. Série Tangled - Emma Chase 



Lido: 1) Atraído
Não Lerei: 2) Enroscado, 3) Domado 4) Amarrado

Abandonei a série de "Atraído" porque não gostei do desfecho do livro e nem da sinopse dos próximos. Na verdade, "Domado" me atraiu, mas se trata de amigos dos protagonistas desse livro e não deles mesmos. Poderia ter lido apenas esse, mas achei melhor ir adiante com outras séries e não me arrependi.

Não teve nada que desgostei completamente de ""traído", mas o vislumbre do futuro desses personagens nas sinopses dos próximos volumes não me agradou (pelo mesmo motivo do casal de "O Inferno de Gabriel", e por sinal os futuros que estão nas sinopses são bem similares).

Despedi-me então do abdome de Drew e parti em busca de novos mocinhos interessantes...

Confira minha RESENHA DE ATRAÍDO.


*** 


Chego ao final deste Top 5 percebendo uma similaridade... 
Apesar de ter gostado da trilogia "50 tons de Cinza" quando a li em 2012, os livros que saíram nesse estilo, depois do sucesso dela me desagradam. Três livros dessa lista tinham a mesma "vibe": mocinho poderoso/rico/bonito conhece pela primeira vez o que é uma desilusão amorosa com uma garota especial e e depois de muito sexo e brigas eles ficam juntos/casam/brigam/tem filhos. 

Essa fórmula não me agrada, ainda mais quando o poder e o dinheiro quase sem fim destes homens fazem com que eles se safem num piscar de olhos dos seus problemas com a lei ou se curem milagrosamente "através do amor" de traumas profundos e problemas psicológicos e psiquiátricos. Isso "não me desce". 

Mesmo em meus mocinhos literários, gosto de ver um pouco de pé no chão. Já ressaltei muito isso nas minhas séries de New Adult preferidas e também em alguns romances contemporâneos que gostei muito.

E você? 
Abandonou alguma série pela metade? Qual? Porquê?
Acha que eu deveria ler alguma dessas até o fim? 

Deixe seu comentário, adoraria saber.

Boas Leituras!