domingo, 22 de janeiro de 2017

[Curiosidades 13] Títulos com "Ossos" nem sempre são macabros, são?

Quem está sempre atento aos livros e às noticias literárias não pode deixar de perceber que, muitas vezes os títulos de algumas obras se parecem. 

Os lançamentos e minhas leituras andavam muito "ossudas" ano passado, então resolvi trazer para vocês um pouco mais sobre os títulos que incluem esta estrutura na sua composição.

Escolhi apenas 7 obras com "Osso" ou "Ossos" em seu título, mas tenho certeza de que se nós escavarmos, encontraremos mais, hahaha

Preparados? Atenção à lista!

Começo com o "Temporada de Ossos" (The Bone Season, tradução literal do título em inglês) da autora britânica Samantha Shannon. Esse livro é um calhamacinho de 448 páginas publicado no Brasil pela Editora Rocco. A autora é bem jovem (nasceu em 1991) e a série de livros à qual "Temporada de Ossos" pertence já possui outro livro lançado, mas ainda não publicado no Brasil. A tal série deverá ter 7 livros (#socorro). A história parece ser uma mistura de distopia com fantasia e apesar de ter ouvido falar muito bem dela, não me atraiu para a leitura. Não tendo lido, não sei qual a relação do título com a trama.

Então vamos adiante... 

Era uma vez uma "Cidade dos Ossos", onde havia um "Jardim de Ossos" que era parte de uma residência, onde morava "O Colecionador de Ossos". A mãe dele vivia incomodando-o para que juntasse tudo do caminho e colocasse no "Saco de Ossos".  

Que tal? Hahahaha

"Cidade dos Ossos" (City of Bones, no original) é o primeiro livro da série de seis livros da autora Cassandra Clare, publicados pela Galera Record. Já é bem conhecido do público, pois este livro foi adaptado também para o cinema (melhor que a série) e para uma série da plataforma NETFLIX que está em sua segunda temporada. O livro dá início a uma série de fantasia sobre jovens "caçadores das sombras" (metade anjo) que lutam contra demônios e tentam deixar o mundo sobrenatural (fadas, vampiros, lobisomens & cia) sobre controle. No ano passado, reli todos os 5 livros da série e li o sexto e último. Clique aqui pra ver minha opinião sobre o livro.
Os "Ossos" deste título estão relacionados ao fato de todos os caçadores das sombras serem enterrados juntos num mesmo local e tais ossos terem poder de proteção. Apesar disso, o tom da história não é nada sombrio.



Outro livro que talvez seja conhecido dos cinéfilos é "O colecionador de Ossos" (The bone collector, título original), do autor Jeffery (sim, não é Jeffrey, é Jeffery) Deaver, que ficou conhecido devido ao filme protagonizado pelos atores Denzel Washington e Angelina Jolie. O que poucos sabem é que o livro também é o primeiro de uma série sobre o detetive Lincoln Rhyme, já que conta com 13 livros lançados no exterior (#SocorroOutraVez). Aqui no Brasil há outros títulos da mesma série lançados em diversas edições diferentes e não sequencialmente. 

Passei por uma fase em que adorava ver filmes de suspense policial/thrillers e este é um dos mais legais, mesmo que eu ainda não tenha compreendido bem o desfecho. Não li o livro, mas no filme (e acredito que no livro também) os "ossos" eram as pistas que o assassino deixava nos locais dos crimes (e não se preocupe, isso não foi spoiler!).

Um jardim de ossos não me parece algo muito bonito nem agradável, mas "O Jardim de Ossos" (The bone garden, título original) deve ser uma leitura interessante, principalmente por que foi escrito pela mestre do suspense policial Tess Gerritsen. Não li nada da autora ainda, mas já ouvi maravilhas sobre suas obras. Pela sinopse, a trama parece trazer um caso de homicídio em dois tempos: na atualidade e em 1830 em Boston. 



Para dar uma trégua nos homicídios, que é claro que trazem pelo menos alguns ossos com eles, vamos falar novamente de um livro de fantasia. "Feita de Fumaça e Osso" (Daughter of Smoke and Bone, filha de fumaça e osso, no título original), com certeza tem uma função bastante interessante para essa estrutura anatômica de sustentação dos vertebrados (#bióloga #professora #7ano).

Já li esse livro e apesar da temática também se desenvolver em torno da luta entre anjos e "demônios" (e de ambas as protagonistas serem estudantes de artes), ele não é nada similar a "Cidade dos Ossos", mencionado acima. Infelizmente não posso explicar a importância do osso na trama, que é muito interessante, pois estragaria a descoberta durante a leitura. Na história, que faz parte de uma trilogia escrita por  Laini Taylor (uma moça de cabelo rosa pink), Karou, a mocinha protagonista de cabelos azuis que mora em Praga e faz uns "bicos" onde tem que ir em busca de dentes para entregar ao seu pai adotivo, que é uma quimera. Bom, parece bem estranho falando assim, e realmente é. Na época em que li, não gostei muito do livro, mas ando pensando em dar uma chance à continuação, chamada Dias de Sangue e Estrelas. Toda trilogia já está publicada no Brasil, pela editora Intrínseca. Para ler minha resenha sobre o livro, clique aqui.


A última fantasia dessa lista "Sombra e Ossos" (Shadow and Bone, no original) também dá início a uma série escrita por Leigh Bardugo. A trilogia já tem todos seus livros lançados no Brasil, pela editora Gutenberg. Com inspiração na tradição e paisagem russa, Sombra e Ossos é sobre uma menina órfã que descobre que seus poderes podem salvar o mundo em que vive de uma escuridão mortal e sem fim (#SuperInédito). Li ano passado e gostei da leitura, mas mesmo tendo os outros dois livros, não me animei para ler o restante. Os "ossos" deste título também não poderiam ser explicados sem estragar uma porção importante da trama, que traz um vilão muito mais interessante do que o mocinho (#ÉAVida #TeamDarkling #ForaMaly) e isso talvez seja o mais interessante do livro.

Para fechar esta lista que espero não ter sido "dura de roer" (#PiadaRuim), falamos de "Saco de Ossos" (Bag of Bones, no título original) um livro do mestre do terror Stephen King. Este não faz parte de nenhuma série, e a mais recente edição da Suma de Letras tem 566 páginas, mas em se tratando de King, isso não é muito. Sei que deste livro foi feito um filme/minissérie com Pierce Brosnan. A trama tem um escritor que após perder a esposa grávida, se muda para sua casa do lago (#TodoMundoTemUma) e começa a ver fantasmas que trazem recados (#WhatsAppDoAlém). Não parece o livro mais assustador do mundo para mim, mas as tramas do autor me fascinam tanto que tenho vontade de conhecer mais esta. Imagino o motivo de haver "ossos" neste título e nesse livro. Parece muito mais real e mortal que os dos outros livros. 

*.*

Com estas histórias fecho meu apanhado de títulos da vez.
Que acharam?
Percebi que nem sempre os títulos de ossos são macabros e nem sempre são de suspense/terror. Quanto aos títulos originais, normalmente também tem seus ossos, ou seja, não houve muita modificação neles durante a tradução, o que me agrada bastante.
Afora isso, acho que esta publicação cairia melhor no Halloween, mas isso é o de menos =) 

Boas leituras ossudas, para quem assim o desejar! E até breve!